terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Premonição

Premonição



Vemos com muita frequência em jornais, revistas e televisão casos de indivíduos alegando ter previsto certos acontecimentos, como morte de pessoas famosas, queda de aviões. Outros alegam receber mensagens de pessoas já falecidas. Esses acontecimentos tem algum cabimento? Tem algum fundo de verdade?



Mensagens não viajam para o passado

Como vimos no tópico “É possível viajar no tempo?”, se pudermos viajar no tempo, só o podemos para o futuro. A viagem para o passado é vedada pela Segunda Lei da Termodinâmica, da qual temos que a entropia (desorganização) do Universo sempre aumenta. Se caso admitirmos retroagir no tempo, estaríamos admitindo que os cacos de um copo que caiu no chão se juntem para reconstituir o tal copo. Se acaso pudermos enviar uma mensagem para as gerações passadas de tal modo que estas matem nossos avós, acarretaria que nossos pais não nasceriam e, consequentemente, não nasceríamos e não poderíamos enviar a tal mensagem!



Os padrões existentes no mundo

O mundo a nossa volta está rodeado de padrões, sejam eles naturais ou não. Muitos dos eventos naturais têm padrões bem visíveis, como a mudança das estações, o movimentos sazonais das aves, as marés, entre outras.

Os comportamentos humanos também tem padrões, sejam individuais ou de grupos sociais. Os horários de ida para o trabalho e escala e as respectivas saídas. Pessoas em certas regiões tem certos costumes e crenças. Em ocasiões de grande alegria, as pessoas saem para dançar, beber, descontrair. Quando perde-se entes queridos, costumam-se beijar a foto do falecido. O texto não teria fim se fossemos mencionar todas as reações humanas frente as situações da vida.
Resumindo: existem padrões comportamentais entre os seres humanos.



Reconhecedores de padrões

Muitas vezes identificamos pessoas inteligentes aqueles que detém títulos acadêmicos. Mas isso não é sempre válido.
Em cidades do interior há pessoas que mau sabem escrever o próprio nome mas que sabem a época certa para plantio e colheita, a melhor maneira de separar os animais para obter as crias mais fortes, prever se vai chover ou fazer tempo bom nos dias seguintes. Este tem a capacidade de conhecer os padrões na região em que vive.

Podemos citar os casos de mães-de-santo que, alegando ter visões de espíritos, conseguem ver os dilemas em que as pessoas que as procuram passam. Elas (as mães-de-santo) conseguem ver pela fisionomia das pessoas, que elas procuram um aconselhamento. E tem também,é claro, que quem as procuram, devem ter algum problema, pois ninguém vai procurá-las sem ter alguma dificuldade.

Tem os casos de pessoas que tem uma habilidade estupenda com números, mesmo sem ter feito faculdade na área de exatas. Fazem contas gigantescas, de forma bem rápida.



O nosso cérebro nunca pára

O cérebro é a parte do nosso organismo que nunca pára. Ele está sempre processando, mesmo quando estamos dormindo. Quando estamos acordados, vamos captando as informações que nos “bombardeiam”, através dos 5 sentidos e, apenas 10% dessas informações é que conseguimos ter conscientemente. Estas e os outros 90% que ficam no subconsciente, vão se processando, juntamente com os conhecimentos e experiências que acumulamos ao longo da vida. E, durante o sono, a parte consciente fica inativa. Apenas o subconsciente fica ativo e processa as informações acumuladas e produz os sonhos. E muitos de sonhos são bem úteis. Podemos citar dois casos bem marcantes da ciência: o caso de Mendeleev, que montou a tabela periódica dos elementos químicos e do descobridor da estrutura do benzeno. O primeiro (Mendeleev) trabalhou muito tempo para descobrir a melhor maneira de organizar os elementos químicos numa única tabela, mas não conseguia. Depois de um dia exaustivo, ao dormir, apareceu num sonho a organização exata, perfeita. Ao acordar, Mendeleev colocou no papel e viu que os resultados batiam. No caso da estrutura do benzeno, que é a substância constituída por seis carbonos, o seu pesquisador não conseguia encontrar a forma da molécula. Após muito trabalho, num sonho, o químico viu uma serpente mordendo a própria calda. Pronto. Ele constatou que a estrutura do benzeno era uma cadeia fechada.

Os casos que citei não são os únicos. Eles acontecem toda hora. Quantas vezes você buscava solução para algum problema, não conseguia de jeito nenhum e, relaxando um pouco, se desligando do problema, tempo depois a resposta vem a sua cabeça.? Isso não é mágica. Nosso cérebro é um computador, que pega as informações e as processa, dia e noite, sem parar. Muitas vezes dão resultados certos e, muitas outras, erradas.



Premonição

Entende-se por premonição “enxergar algo que vai acontecer” e muita gente alega que é um fenômeno supranatural. E, na maioria das vezes, as premonições estão associadas a tragédias, mortes.

Quantas vezes você já viu na imprensa, logo após eventos de grande repercussão, tipo morte de um papa, de um artista ou queda de avião, os “videntes” que disseram ter previsto tais acontecimentos.

Muito bem, vamos separar a premonição em dois casos:
casos aleatórios: os casos de nosso quotidiano, que ocorrem a todo momento. A todo momento temos visões. E claro que as visões estão relacionadas a coisas que lidamos, como trabalho, parentes, estudos. Tudo o que vemos ao longo de nossos dias ficará empregnado em nosso subconsciente e, como falamos acima, nosso cérebro processa tudo o que acontece e gera sonhos relacionados ao que foi vivido. Esses sonhos podem ser visões de coisas que venham a acontecer.

Mas, como falei anteriormente também, muitas dessas visões podem resultar (como na solução de muitos problemas) em coisas que vão acontecer ou não. E, é claro, que as que acontecem ficam marcadas e as visões que não aconteceram são esquecidas.

Os charlatães: estes, que tem um certo respaldo da imprensa. Aparecem como “profetas”. No início do ano, dão precisões. Mas sempre falam coisas vagas, do tipo “uma grande personalidade irá morrer”. Mas é claro que uma pessoa famosa vai morrer esse ano! Eles vão dando chutes. Quando acertam, gritam a quatro cantos que acertaram (que são poucas vezes). E também falam depois do evento ocorrido, alegam que tinham avisado, escrito cartas registradas. Vamos desenvolver alguns exemplos:

O caso do “vidente” que registrava em cartas suas previsões: esse sujeito, que vive no interior do estado de Minas, alegava ter visões, como saber onde estava escondido Saddam Hussein e previsto o acidente no aeroporto de São Paulo. Ele diz registrar as cartas e enviar para as vítimas. Mas, como mentira tem “perna curta” verica-se que a data de registro das cartas é posterior aos referidos acontecidos. Só as datas das postagens que eram falsificadas na própria agência de correio da cidade do “vidente”.

E outro exemplo bem interessante é dos astrólogos, numerólogos e pais de santo que fizeram a previsão para os principais times de futebol para o ano de 2007. (essas “previsões” foram postadas em janeiro de 2007) vejamos alguns:
-Corínthians: previsão: vaifazer um bom campeonato brasileiro. De repente, a torcida corinthiana pode comemorar o título. Fato: caiu para a segunda divisão.
-Fluminense: previsão: não seria um bom ano para o clube das Laranjeiras. Vai lutar para não cair. Fato: Campeão da Copa do Brasil e 4º colocado no campeonato brasileiro.
-São Paulo: vai fazer um bom campeonato brasileiro mas não vai ser campeão. Fato: São Paulo campeão brasileiro.



Conclusões
A conclusão de tudo o que vimos é que as ditas “Premonições” NÃO são eventos supranaturais. O nosso cérebro processa todas as informações que estamos imersos no nosso dia-a-dia. E que muitas pessoas, mesmo sem um conhecimento acadêmico, podem ter grande capacidade de observar padrões naturais e comportamentais humanos e, a partir destes, fazer previsões bem precisas, que aos olhos de muitas pessoas, parecem sobrenaturais.

A todo momento temos visões. Algumas de fato ocorrem e outras são apenas “alarmes falsos”. O fato é que, quando acontecem, essa visões ficam marcadas como oráculos. E as que não acontecem são vistas como sonhos comuns.

E o mais importante: essas visões são acontecimentos naturais. Não é o fato da pessoa querer ter uma visão que ela vai a obter. Então não acredite em pessoas que se dizem “oráculos de D'us”, que dizem prever o futuro pois, se o fosse, eles poderiam resolver todos os problemas a sua volta.

Um comentário:

neide disse...

Frank rsrsrs dessa eu não sabia q o corinthians não ia cair para segunda divisaõ e caiu..rsrsrs.
Olha quero q vc me explique pq qdo eu sonho e acordo e sei q o q vai acontecer o q sonhei?
Isso ocorreu comigo varias vezes e me traz uma certa tortura, pois choro muito..não sei explicar pq disso,não q eu fique pensando, são coisas q até desconhecia vc entende?
Tb sabia td q aconteceu comigo?
Tinha medo de me casar pois tinha muito medo da perda e isso ocorreu comigo,desde os nove anos eu dizia isso a minha mãe,eu ainda era uma criança...entende Frank?
Como posso chanmar isso?
so sei q tenho medo até de pensar as vezes, pois me parece um flash na cabeça..ou seria loucura de minha mente?