domingo, 16 de setembro de 2007

Jesus, o Judeu.



Jesus, o judeu


Jesus (Yeshua, seu nome original em hebraico) em nenhum momento foi contra a Torah. E também não quis fundar outra religião. Muitos teólogos cristãos e historiadores chegaram a conclusão disto. Vejamos:Yeshua, no Sermão da Montanha, ensina: "Tudo aquilo, portanto,que que quereis que os homens façam, fazei-o vós a eles, porque isto é a Lei e os profetas. "(Mat. 7,12).

Rabbi Hillel disse: "Não faças a outrem aquilo que não queres que te façam: isto é a Lei, o resto é comentário."

Quando Yeshua, às voltas com o ceticismo saduceu, afirma sua fé na ressurreição dos mortos, é a doutrina farisaica que ele adota. (Lucas 20,39)

"Se acaso omitires ou acrescentares uma única letra da Torah, estarás assim destruindo todo o Universo." Tradição dos sefraim (copistas).
Seguindo a tradição D'us ditou a Moshe (Moisés) letra por letra da Torah, e então, qualquer letra que seja omitida ou acrescentada, ocorrerá a destruição do mundo.

Yeshua reforça esse ensinamento: "Em verdade vos digo, até desaparecerem o céu e a Terra, não desaparecerá a menor letra nem o menor traço de Torah de Moisés até que tudo se cumpra." (Mateus 5:18)

e mais:

"Não julgueis que vim abolir a Lei ou os profetas. Não vim para os abolir, mas sim para levá-los a perfeição. Pois, em verdade vos digo, passará o céu e a terra, antes que desapareça um yod, um traço da Lei. Aquele que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e ensinar assim aos homens, será declarado o menor no reino dos céus. Mas aquele que os guardar e os ensinar, será declarado grande no reino dos céus." (Mateus 5,17ss)

Ritual da circuncisão de Jesus, no oitavo dia de vida.
Jesus nasceu, viveu e morreu judeu.
Fariseus seguidores de Jesus.

Não foram os judeus que mataram Yeshua. Seus primeiros discipulos eram judeus e, alguns, até fariseus. A crença de Yeshua era bem próxima dos fariseus, pois acreditavam na ressurreição dos mortos, em anjos.(Os fariseus além da Torah escrita, aceitavam a Torah oral,que posteriormente, muitos de seus ensinamentos foram escritos como o Talmud). Os saduceus que detinham o poder religioso só eram apegados a Torah escrita, ao pé da letra.
Lucas 7,36 : "Um fariseu convidou Yeshua a comer com ele. Yeshua entrou, pois, na casa do fariseu e reclinou-se à mesa (o fariseu chocou-se ao ver que Yeshua deixava umamulher, conhecida por seus pecados, beijar seus pés e lavá-los com perfume;mesmo assim escutava cortesmente as explicações de Yeshua): "Rabbi, fala"

Lucas 11, 37 : Enquanto falava, um fariseu o convidou para almoçar em sua casa. Entrou e pôs-se a mesa.

Lucas 13, 31 : Na mesma hora, aproximaram-se alguns fariseus que lhe disseram: 'Sai e retira-te daqui, porque Herodes quer te matar' (nada prova que estes fariseus fossem de má fé.)

Marcos 12, 28ss : Achegou-se dele um dos escribas que os ouvira discutir e, vendo que lhes respondera bem, indagou dele:"Qual é o primeiro de todos os mandamentos?" Yeshua respondeu-lhe: "O primeiro de todos os mandamentos é este: Shemá Ysrael,Adonai Eloheinu, Adonai Echad; Amarás ao Senhor teu Deus de todo teucoração, de toda tua alma, de todo o teu espírito e de todas as tuas forças. Eis aqui osegundo: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Outro mandamento maiordo que estes não existe." Disse-lhe o escriba: "Perfeitamente, Rabbi, disseste bem que D'us é um só e que não há outro além dele. E amá-lo de todo o coração, detodo pensamento, de toda a alma e de todas as forças, e amar o próximo como a simesmo excede a todos os holocaustos e sacrificios." Vendo Yeshua que elefalara sabiamente, disse-lhe: "Não estás longe do reino de D'us." E já ninguém ousava fazer-lhe perguntas.

João 3,1-2 : Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, chefe dos judeus.

João 7,50-51 : Nicodemos, um deles, o que antes fora ter com Yeshua, perguntou-lhes: "Acaso nossa Lei condena alguém sem primeiro ouvi-lo e saber o que fez?"

Marcos 15,42 : Quando já era tarde, - era a Preparação, isto é, a véspera do Shabat - veio José de Arimatéia ilustre membro do conselho, que também esperava o reino de D'us, e foi resoluto à presença de Pilatos, e pediu o corpo de Yeshua. Pilatos admirou-se de que ele tivesse morrido tão depressa. E chamando o cinturião, perguntou se já havia muito tempo que Yeshua tinha morrido. Obtida a resposta afirmativa do centurião, mandou dar-lhe o corpo. Depois de ter comprado um pano de linho, Josétirou-o da cruz, envolveu-o no pano e depositou-o no sepulcro escavado na rocha, e rolou uma pedra para fechar a entrada.

João 19, 38: O mesmo que em Marcos 15,42 e ainda cita a presença de Nicodemos.

Atos 15,4: Chegando a Jerusalém, foram recebidos pela comunidade, pelos apóstolos e anciãos, a quem contaram tudo o que D'us tinha feito com eles. Mas levantaram-se alguns que antes de ter abraçado a fé eram da seita dos fariseus, dizendo que era necessário circuncidar os pagãos e impor-lhes a observância da Lei de Moisés.

Atos 19,13 : Alguns judeus exorcistas que percorriam vários lugares, inventaram invocar o nome do Adonai Yeshua sobre os que se achavam possessos dos espiritos malignos com as palavras: "Esconjuro-vos por Yeshua, a quem Paulo prega."

Atos 23,6 : Paulo sabia que uma parte do Sinédrio era de saduceus e a outra de fariseus e disse: "Irmãos, eu sou fariseu, filho de fariseus. Por causa da minha esperança na ressurreição dos mortos é que sou julgado." Ao dizer ele estas palavras, houve uma discussão entre os fariseus e os saduceus, e dividiu-se a assembléia. (pois os saduceus afirmam não haver ressurreição,nem anjos, nem espíritos, mas os fariseus admitem uma e outra coisa).



O Pai Nosso

O Pai nosso, oração ensinada por Yeshua, tem uma óbvia relação com a tradiçãojudaica como podemos ver abaixo:


"Portanto, orai vós assim: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o vosso nome, venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu." (Mateus, cap. 6 versículos 9-10).

"Tu,Yhwh, tu és nosso Pai, nosso salvador de todo tempo tal é teu nome."(Isaias, cap. 43 versículo 16)

"Vós sois meu Pai, vós sois meu D'us, meu rochedo protetor"(Salmo cap. 89, versículo 27)

"Yhwh reinará eternamente; ó Sião, teu D'us é rei por toda eternidade"(Salmo cap. 146, versículo 10)

"Que o seu grande Nome seja santificado no mundo que ele criou por sua vontade; que faça vir o seu reino."(Prece Kadish)

Diz o rabbi Eliezer: "Faze tua vontade no céu, dá alegria aos que temem sobre a Terra."(Talmud, Berakhot, 29b)


"O pão nosso de cada dia dá-nos hoje. E perdoa-nos as nossas dívidas, como também nós perdoamos aos nossos devedores. E não nos exponhas à tentação, mas livra-nos do mal." (Mateus, cap. 6 vers. 11-13)

"Não me dês nem pobreza nem riqueza, concede-me pão que me é necessário."(Provérbios cap. 30, vers.8)

"Perdoa ao teu próximo o mal que te fez, e teus pecados serão perdoados quando o pedires."(Eclesiástico cap. 28, vers. 2)

"Não nos deixeis cometer um pecado, uma iniquidade, não nos induzas à tentação."(Talmud, Berakhot, 60b)


E outras passagens também tem em paralelo:Mateus 6 ,7-8 com (Isaias 1,15) e (Eclesiástico 5,1-2);Mateus, 6,6 com (II Reis 4,33) e ( Isaias 26,20);


"Bem aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia" (Mat. 5,7)

com

"Aquele que é misericordioso para com os homens, terá misericórdia no céu."(Talmud, Sinédrio 51b)


Jesus não quis fundar religião.

Jesus em nenhum momento quis fundar uma religião. O que ele buscava era um plenoconhecimento da Torah. Seus ensinamentos, parábolas constam em escritos judaicos, como o Talmud. Quando ele acusava os fariseus e os escribas de hipócritas, não era de uma forma generalizada, pelo simples fato de ser escriba ou fariseu, e sim porque em qualquer segmento religioso, as pessoas esquecem a base da religião e se apegam a alguns dogmas, ou seja, transformam detalhe em fundamento e fundamento em detalhe. Podemos ver que Jesus debatia com os fariseus e os escribas porque Jesus também era um deles, pois compartilhavam na crença daressurreição dos mortos e a existência dos anjos. Não se vê uma autoridade rabinica discutir com qualquer um. Eles só debatem com pessoas do seu meio e a que respeitam. E isso fica claro no relato dos evangelhos. O Talmud está repleto de debates entre os rabbis. Entre os discipulos de Jesus tinha fariseus: Nicodemos, José de Arimatéia e, posteriormente Paulo de Tarso, e em Atos dos apóstolos cita a existência de outros que, antes de abraçarem a fé no Messias eram da seita dosfariseus.Por questões de inveja e medo, com certeza deveria existir sujeitos que queriam acabar com a vida de Jesus. Mas, como vimos anteriormente, não podemos dizer que todo os judeus queriam acabar com Jesus. O rabbi Gamaliel, na ocasião em que os discipulos de Jesus foram presos, ele disse para soltá-los, pois se o que eles pregavam fosse obra dos homens, os seus empreendimentos não iriam a frente.Se Jesus vivesse hoje em dia, ele falaria as mesmas coisas, mas só que em vez de ser nas sinagogas, seria nas igrejas; ele diria: "Os hipócritas ficam de pé nas igrejas..."," Os pastores forçam as pessoas a se converterem para sua religião e depois a levam para o inferno..." , "Façam os que os padres e pastores dizem, mas não façam o que eles fazem, pois dizem e não fazem." "O domingo é servo do homem e não o homem é servo do domingo.""Não faças que nem os pagãos, que rezam em demasia..."

Na passagem de Mateus 23,1ss : Dirigindo-se, então, Jesus à multidão e aos seu discípulos, disse: "Os escribas e os fariseus sentaram-se na cadeira de Moisés. Observai e fazei tudo o que eles dizem, mas não façais como eles, que dizem e não fazem. (...) "Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Pagais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e desprezais os preceitos mais importantes da Lei: a justiça, a misericórdia, a fidelidade. Eis o que era preciso praticar em primeiro lugar, sem contudo deixar o restante. Guias cegos! "
Podemos ver que Jesus NÃO foi contra nenhuma prática ritual do judaísmo.



Argumentos católicos

Muitos católicos vão alegar a passagem: "Tu és Pedro, e sobre esta pedra erguirei minha igreja." Mas há questionamentos:

1) A língua falada por Jesus junto aos apóstolos era o aramáico (língua do povo) e junto aos fariseus era o hebraico (língua do Templo). A palavra 'igreja' vem do grego e significa 'comunidade'. Fundar uma comunidade não significa fundar uma religião.

2)Apenas um evangelho cita esta passagem. Se Jesus falou claramente em fundar uma comunidade com base em Pedro, porque todos os evangelhos não o citam?




Paulo, o fundador do Cristianismo.

Jesus não quis fundar nenhuma religião. Quem na realidade fundou o Cristianismo foi Paulo.Paulo antes se chamava Saulo de Tarso. Era um fariseu e foi aluno de Rabbi Gamaliel, e possuia cidadania romana.Inicialmente, Paulo era um perseguidor dos seguidores de Jesus na Paletina e, depois de passar por uma "visão mística", passou a aceitar o Jesus como messias.No primeiro concílio da igreja (comunidade) dos seguidores de Jesus, chamado Concílio de Jerusalém, ocorreu a primeira disputa teológica dentro do Cristianismo:Se os seguidores de Jesus deveriam seguir alguns rituais, como a circuncisão, leis do Shabat e leis alimentares. De um lado, dos que eram a favor do seguimento da Torah encontravam-se Pedro, a quem Jesus escolheu para ser líder de sua comunidade, e Thiago. E do outro, que eram contrários aos convertidos que seguissem os preceitos judaicos, encontrava-se Paulo. Ao término do Concílio de Jerusalém, a opinião de Paulo foi vencedora.Isso constituia um rompimento dos judeus-cristãos (essa expressão é válida, pois todos os primeiros seguidores de Jesus eram judeus e que acreditavam que Jesus era o Messias, e não existia uma religião cristã, todos eram judeus praticantes).O argumento de Paulo para que os novos adeptos da nova "religião" oriundos do paganismo (gregos e romanos) é que se, os rituais judaicos são muitos e isso seria um obstáculo muito grande para eles. Então, para simplificar, Paulo dizia que bastava acreditar no salvador Jesus.



Por que o Cristianismo fez tanto sucesso?

O Cristianismo teve uma aceitabilidade muito grande nos povos adjacentes a Palestina, no caso das culturas Grega e Romana.Os cultos romanos tinham cerca de 30.000 deuses, com aspectos humanos, assim como os gregos, tinham deuses para cada finalidade: para o amor, para proteção da casa, para os prazeres carnais. E esses deuses tinham amor, ira, entre outros antropormorfismos. E em Roma, juntamente com essas divindades, tinha cerca de 157 feriados para homenageá-las. Os indivíduos mais estudados viam que ocorriam uma grande perversão moral e que o culto à essas tantas divindades não era ilógico. Então as mais pessoas mais cultas viam que o monoteísmo judaico era muito mais racional e que, o Deus de Israel, não era um Deus mesquinho, com forma humana e nem paixões. Aí vem a pergunta: por que não se convertiam ao Judaísmo?Como falei anteriormente, o Judaísmo é uma religião com muitas exigências para conversão. Então isso impedia que pessoas de outras culturas se convertessem.Mas aí que entra Paulo.Paulo viu que havia essa simpatia pelo monoteísmo judaico por parte deles e, vendo também, que os romanos acreditavam em deuses em formas humanas, matou dois coellhos de uma vez só:Tirando todos rituais de conversão, os romanos entrariam numa religião monoteísta, o mesmo Deus de Israel e, identificando Jesus com a encarnação divina, ou seja, um deus em forma humana. Com isso foi tendo a aceitabilidade tanto da elite intelectual, como também do povo.Os romanos, depois de um tempo, passaram a identificar Jesus com o Sol, sua maior divindade. Por isso que a data que é comemorado o nascimento de Jesus é 25 de dezembro, pois, no calendário romano, esse dia era comemorado o dia do Sol Invencível.

É importante ressaltar que os seguidores judeus de Jesus NÃO o identificavam como sendo Deus. Eles o identificavam como Cristo (Messias) e profeta.




Porque Jesus não teve tantos seguidores em Israel?

Jesus não teve muitos seguidores em Israel. E por que?A primeira é que Jesus pregou por muito pouco tempo, apenas cerca de 3 anos.Comparando com outros nomes da história da religião, Buda pregou durante 30 anos.Maomé pregou cerca de 40 anos. Então Jesus não teve muito tempo para pregar e então, por isso, sua seita não poderia ter crescido tanto durante a sua pregação.Outro fator importante foi que entre os anos 66 e 70, ocorreu a Guerra Judaica, onde na qual teve-se um massacre e das seitas judaicas existentes na época (Saduceus, Fariseus, Zelotas, entre outras), apenas os Fariseus restaram e estes foram os responsáveis pela reconstrução da identidade judaica. Entre as que desapareceram em Israel, estava as dos seguidores de Jesus.Os seguidores de Jesus expandiram pela Grécia e por todo o Império Romano. Com o passar do tempo, foi ocorrendo um distanciamento cada vez maior entre os cristãos e os judeus, até que se tornarem, em certos pontos, religiões antagônicas.O cristianismo primitivo foi se perdendo, foi agregando cada vez mais cultos pagãos e devido a isso, o afastamento quase que por completo de sua mãe, o Judaísmo.

13 comentários:

Vanessa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vanessa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vanessa disse...

Ó FILHO DO DESEJO!

"Dá ouvido a isto: Jamais olhos mortais haverão de reconhecer a Beleza eterna, nem o coração inanimado deleitar-se em outra coisa que não a floração esvaecida. Pois o semelhante procura o semelhante e tem prazer em associar-se à sua própria espécie."
A Revelação de Deus é progressiva. O mundo é como uma escola, a humanidade são como os alunos. No antigo testamento, Deus fez uma aliança com os homens, que jamais o abadonaria a sua própria sorte. Então Deus, de tempos em tempos, envia um Mensageiro que traz o remédio para cura dos males da humanidade indicado para cada época.

Existia uma professia na época de Cristo, que viria um Rei com uma espada e exército para libertar o povo judeu. Muitos aguardavam que acontecesse esta profecia. Herodes, então com medo de perder seu poder para este "Rei" mandou matar os meninos com menos de dois anos...pela vontade Deus, Cristo não foi morto, passou pelos soldados, mesmo Maria, sua mãe, dizendo a verdade ao passar pelos soldados.
Agora, reflita, meu amigo, o que três Reis magos, andariam vagando no deserto, cada um com um presente nobre,a procura de um Rei para presenteá-Lo.
Pesquise... os três Reis magos, eram Zoroastrianos, seguidores de Zoroastro (também mensageiro de Deus, que viveu em meados do sec VII a.C), que estudaram as profecias e seguiram o sinal de uma estrela.
Não sou católica, nem evangélica, mas acredito na Fé Cristã como uma Religião. Não acredito no que os homens fazem em nome dela, mas não posso negar a Beleza de Deus que se afigura nas grandes Religiões, inclusive na sua Religião, o Judaísmo.
è isso, amigo...
"A luz é boa, não importa a lãmpada em que ela brilhe".

15 de Setembro de 2008 10:44
Vanessa disse...
Só para completar, o povo judeu perguntava a Cristo, onde está tua espada? cadê teu exército?...Cristo foi um Rei no sentido espiritual. Jamais, olhos mortais poderiam contemplar esta Majestade.

Vanessa disse...

Todo mensageiro de Deus traz um livro sagrado, um livro sagrado, um calendário e uma mensagem. Claro, aqueles que mostram os escritos e registros da história. Claro, que em outros povos, nos quais não havia ainda a escrita, provavelmente existiram estes Mensageiros de Deus. Basta estudar a história da evolução dos povos Incas.
Pesquise as demais grandes religiões e não só o Judaísmo...

Hinduísmo - Krishna (3000 a.C)
"Os ignorantes me desdenham, porque Me apresento em corpo humano, desconhecendo Minha natureza superior como o Senhor de toda a existência" Gita, IX;11
"Sempre que houver declínio de retidão e a injustiça triunfar, Ó barta, então Eu me manisfetarei para proteger o bem, destruir o mal e para restabelecer a justiça. Eu Me manifesto de tempos em tempos."Gita,IV:7,8

Vanessa disse...

Sabeísmo - Abraão (2000 a.C)

"Porque toda a terra que tu ves te darei a Ti e á Tua posteridae como a poeira da Terra: Quem puder contar os grãos de poeira, poderá contar teus desscendentes. ele o conduziu para fora e disse: Ergue os olhos para o céu e conta as estrelas, se puderes contar.assim será a tua descendência" Gênesis, 15:5
Abraão teve 3 casamentos que deram origem a 3 Mensageiros de Deus. De Isaque, filho de sara, descenderam Moisé e Jesus; de Ismale, filho de Agar, descenderam Maomé e o Báb, e de Centura descendeu Bahá´ú´lláh. (guardem este nomes).

Vanessa disse...

Zoroastro ou Zaratustra - Zoroastrismo (1000 a.C)
Durante dez anos, ninguém acreditava que ele poderia ser um Manifestante de Deus, apenas um primo seu nele acreditou. Era como uma voz no deserto.
Foi perseguido e hostilizado pelos sacerdotes e por toda a sorte de inimigos ao longo de dez anos. Os príncipes recusaram dar-lhe apoio e proteção e encarceraram-no porque a sua nova mensagem ameaçava a tradição e causava confusão nas mentes de seus súbditos. Com 40 anos, realizou milagres e preocupava-se com a instrução do povo. Converteu o rei Vishtaspa, que se tornou um fervoroso seguidor da religião por ele pregada, iniciando a verdadeira difusão dos ensinamentos de Zaratustra e de uma grande reforma religiosa.
Seu livro sagrado: Zend-Avesta (Comentário sobre o conhecimento)
Prefessia: Anuncia um Salvador para mil anos depois! (Tres reis magos eram Zoroastrianos)

Vanessa disse...

Outra profecia do Zend-Avesta: Surgiria na Pérsia, local onde o próprio Zoroastro surgiu, num futuro distante, mais ou menos 3000 anos após sua vinda, o senhor Prometido, o Salvador.

Buda - Budismo - +/- 560a.C
"Não sou o primeiro Buda que surgiu sobre a Terra, outro Buda levantar-se-á no mundo, um santo, um ser estremamente iluminado, dotado de sabedoria para guiar, venturoso, conhecendo o universo, um líder incomparável dos homens, um mestre dos anjos e dos mortais. Ele vos revelará as mesmas verdades eternas que vos ensinei. Eles vos pregará esta religião...Seus discípulos serão muitos milhares, enquanto os Meus serão muitas centenas."
Buda não deixou nenhum livro escrito, como Cristo, mas por volta do século I a.C. os ensinamentos do Buda começaram a ser escritos. Um dos primeiros lugares onde se escreveram esses ensinamentos foi no Sri Lanka, onde se constitui o denominado Cânone Pali.

Vanessa disse...

Moisés - Judaísmo 1200a.C
Livro sagrado: O Torah
Ensinamentos principais: 10 mandamentos
Moisés prometeu a seu povo que o Senhor dos Exércitos viria para livrá-lo do sofrimento. Os filhos de Israel, após período de separação, voltariam a Terra Santa para viver com seus antepassados.
Por volta de 1844(guarde este ano) reuniram-se na Terra Santa, e fundaram sua pátria, Israel.
Onde estava sentado o senhor dos Exércitos em Seu Trono?
1844? Quem é este Senhor dos Exércitos?

Vanessa disse...

"Ninguém fará o mal nem destruição nenhuma em todo o meu santo monte, porque a terra ficará cheia do conhecimento de Iaweh, como as águas enchem o mar."Is 11:09

Vanessa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vanessa disse...

Jesus Cristo - ano Zero
Profecia muito forte para a vinda do Salvador. Herodes manda matar os meninos com menos de dois anos com medo de perder seu poder, João batista trouxe as boas novas que viria o Salvador viria livrar o povo do sofrimento e foi martirizado... a maioria do povo imitava cegamente seus antepassados, os sacerdotes temiam perder sues postos e faziam dos templos formas de arrecadar ganhos materiais. Cristo foi cruxificado junto a dois ladrões, mesmo assim perdoou seus inimigos. Não conseguiram calar Sua voz, a Voz de Deus seria ouvida em todas as terras.Quando Cristo morreu, pessoas simples e comuns, receberam nova vida espiritual e levantaram do túmulo da ignorãncia para dissiminar Sua palavra. Quantos mais perseguidos eram, mas se espalhavam pelo mundo.
Antes deixar este mundo, Cristo tal qual como Krishna e Moisés assegurou que no fim dos Tempos, Ele voltaria na Glória de Seu Pai.
Disse: "Muito tenho a vos dizer, mas não o entendereis agora, mas no fim dos tempos, virá o espírito da Verdade e Ele vos guiará a Verdade".

Vanessa disse...

Maomé - 622 d.C
Maomé veio em meio a tribos árabes, bárbaras, politeístas, selvagens e ignorantes, que guerreavam entre si e enterravam vivas suas próprias filhas recém-nascidas por serem meninas. Este povo árabe tinha que ser educado.
" Ó povo, Eu sou o Mensageiro de Deus. Vim para vos salvar e vos conduzir ao caminho da Verdade."Al corão.
Foi por causa disso, perseguido pelo seu próprio povo. Saiu de Meca e foi para Medina.Seus seguidores iriam ser dizimados por exércitos, não fosse o conssentimento de Maomé em permitir que eles lutassem para se preservar.O império persa e romano foi destruído por um punhado de árabes que acreditaram em Maomé.O Isla se difundiu da Índia a Espanha. Durante a época áurea foram várias nações vivendo em harmonia, até o grande Cisma.
Maomé, fala que quando nenhum traço de religião restasse sobre a Terra, haveria naõ um toque de trombeta, mas dois toques.
O toque da Trombeta significa a Chamado de Deus. Haveria dois chamados...

Vanessa disse...

Essas duas trombetas já soaram?
O Senhor do Exército já chegou??
Onde está seu trono?
Cristo voltou??
Qual é o espírito da verdade??
Como idenficar um falso profeta?
As profecias de todas as religiões foram cumpridas??
1844, o ano de mistério...
Busquem a verdade...livre, independente de passados religiosos, de tradições religiosas, de líderes religiosos.
Orem para Deus mostrar o caminho da Verdade e excluir os véus que lhe obstruem a visão.

"Fecha uma vista e abre a outra"